Visitando o Instituto Inhotim

Minas Gerais é um estado repleto de belas surpresas, seja por seu patrimônio histórico, suas beleza naturais singulares ou sua rica cultura. Nesse roteiro artístico-cultural, a Garapuvu Turismo propõe uma escapada para conhecer o Instituto Inhotin. O lugar fica próximo a cidade de Brumadinho, na Vale do Paraopeba, cerca de 60 km da capital Belo Horizonte.

O Instituto Inhotim “esconde” um complexo museológico com uma série de pavilhões e galerias com obras de arte e esculturas expostas ao ar livre. A missão do Instituto é de criar um acervo artístico e de definir estratégias museológicas que facilitem o acesso da comunidade as riquezas culturais. Junto a isso, um dos objetivos do local é de apresentar ao público um relevante conjunto de obras produzidas por artistas de diferentes partes do mundo, refletindo de forma atual sobre as questões da contemporaneidade. Nesse sentido, Inhotim é a única instituição brasileira que expõe continuamente um acervo de excelência internacional de arte contemporânea.

Graças a uma série de contextos específicos e distintos, Inhotim oferece um novo modelo de visitação, distante daquele dos museus urbanos tradicionais. A grande particularidade de Inhotin está em grande parte associada ao desenvolvimento de uma relação espacial entre arte e a natureza, muitas vezes esquecida no mundo atual. Essa aproximação possibilita aos artistas criarem e exibirem suas obras em condições únicas. O visitante-espectador é convidado a passar ao longo dos jardins, das paisagens de florestas e dos ambientes rurais, perdendo-se entre lagos, trilhas, montanhas e vales, firmando uma vivência ativa do espaço.

O Instituto Inhotim é uma propriedade privada que se transformou com o tempo, tornando-se um lugar singular, com um dos mais relevantes acervos de arte contemporânea do mundo e uma coleção botânica que reúne espécies raras e de todos os continentes. Os acervos são mobilizados para o desenvolvimento de atividades educativas e sociais para públicos de faixas etárias distintas. Além disso, Inhotim tem seu viés no desenvolvimento local da comunidade, construindo diversas áreas de interlocução com o seu entorno. Com atuação multidisciplinar, o Instituto se solidifica a cada dia como um agente propulsor do desenvolvimento humano sustentável.

Uma outro forma de arte é encontrada visitando Inhotim. Seus jardins são singulares, com uma beleza rara e um paisagismo que explora todas as possibilidades estéticas da coleção botânica. Para além da contemplação, os jardins são campo para estudos florísticos, catalogação de novas espécies botânicas, conservação in situ (seu ambiente) e ex situ (fora de seu ambiente) e ações de educação ambiental. Em 2010, o Instituto Inhotim recebeu a chancela de Jardim Botânico, atribuída pela Comissão Nacional de Jardins Botânicos (CNJB), e, desde então, integra a Rede Brasileira de Jardins Botânicos (RNJB).

Para conhecer o Instituto Inhotin de maneira ideal, sem pressa, aproveitando ao máximo o tempo para apreciar essas belezas artísticas e naturais, sugerimos um roteiro de 3 dias visitando o Instituto Inhotin, em uma viagem que deve incluir no roteiro visita a linda capital mineira Belo Horizonte e um passeios pela historia do Brasil conhecendo Ouro Preto e região.

Entre em contato e garanta sua viagem da melhor maneira!

Por |2019-01-15T19:41:02-03:002 fevereiro, 2015|Dicas de Viagens|0 comentários

Deixe um comentário